NOVO FUTURO
NewsletterAbril 2018


A MEDALHA DO DOMINGOS


Prémio Infante D.Henrique
Era uma vez uma medalha. Uma medalha grande, dourada e reluzente.
Esta medalha esperava ansiosamente, como todas as outras medalhas, por se pendurar no pescoço de alguém. Representava o Prémio Infante D. Henrique, versão portuguesa do Prémio Duque de Edimburgo, fundado em 1956. Esta medalha era importante e, como devem imaginar, um bocadinho sobranceira. Não era para ser pendurada em qualquer pescoço e ela, vaidosa do brilho que emanava, sabia disso muito bem.
Servir a comunidade, em horas de voluntariado. Exibir um talento. Praticar desporto. Mostrar liderança, solidariedade e respeito pelo próximo. Desafios difíceis. Quem os superasse, seria o escolhido. Em troca, as honras que ela tinha para oferecer: reconhecimento de várias universidades e empresas e um curriculum abrilhantado pelo seu dourado.
Claro que ela, a medalha de que vos falo, nunca pensou ir parar ao pescoço do Domingos. Sabia onde ele morava, sabia da sua história, sabia de todos os desafios que enfrentara até chegar ali. Era pouco provável, pensava ela, deixando-se levar mais uma vez pela vaidade de medalha importante.
Mas o Domingos sabia o que tinha que fazer. Organizou-se, superou-se. Mostrou a todos na casa que era possível. Sem nunca perder aquela leveza, que parece tornar fáceis todos os desafios difíceis.
Naquele dia, o pescoço em que a penduraram, era o seu.
Quando levantou a cabeça, os seus brilhos confundiram-se. E ele segurou-a como quem segura um objeto familiar, há muito conhecido.
E agora, quando é a próxima?- ouvimo-lo dizer.
Afinal, a medalha era do Domingos mas a vaidade...essa sempre foi só da medalha.

Texto:
Susana Câmara
Coordenadora da Casa Verde

Como Pode Ajudar?

O Estado permite que 0,5 % do IRS liquidado reverta a favor de uma Instituição de Solidariedade Social. É o Estado que transfere essa verba, sem custos adicionais para si e muitos benefícios para as crianças e jovens acolhidos nas Casas da Novo Futuro.

Concerto por um Novo Futuro - 1986
Apresentação Nuno Markl

Compre um bilhete e ajude a Associação Novo Futuro a ajudar crianças em risco.
Porque...  Ajudar é um Espectáculo!


Com o alto patrocínio de Sua Excelência o Presidente da República, vamos organizar pelo oitavo ano consecutivo, no dia 17 de Maio de 2018, o concerto solidário de angariação de fundos - Concerto por um Novo Futuro.

No dia 17 de Maio, a Altice Arena recebe um painel de representantes de luxo da música nacional, que este ano dá forma ao Concerto por um Novo Futuro:

Ana Bacalhau, Catarina Salinas, David Fonseca, João Só, Márcia, Miguel Araújo, Samuel Úria, Tatanka e a participação especial de Lena D’Água. Numa ida ao passado para pensar sobre o Futuro, o concerto terá por base a banda sonora da série “1986”, assim como outros clássicos da música que marcaram a década de 80.

É de esperança que se vai falar e no dia 17 de Maio vai pensar-se no futuro, numa noite em que ajudar é um espectáculo!

A cada ano que passa o Concerto por um Novo Futuro assume maior importância na sustentabilidade das Casas da Associação Novo Futuro.

A receita do espectáculo reverte na totalidade a favor da Associação. Não vire a cara a esta causa.

Bilhetes à venda nos locais habituais e na Blueticket:

https://www.blueticket.pt/Event/3565/CONCERTO-POR-UM-NOVO-FUTURO-2018





Associação Novo Futuro

Av. Bombeiros Voluntários de Algés, 42 Sobreloja fracção D
1495-020 Algés

Tel: 214 134 600
Fax: 214 134 609

associacao@novofuturo.org

Esta newsletter é enviada automaticamente. Não responda a este endereço de e-mail, pois as mensagens para ele enviadas não serão tratadas. Se tiver alguma questão, não hesite em contactar-nos através do e-mail associacao@novofuturo.org. Se desejar alterar o seu endereço de e-mail para receção das newsletters Novo Futuro ou cancelar a respetiva subscrição, envie-nos um e-mail com esse pedido para associacao@novofuturo.org. Obrigado.

© 2018 – Copyright Novo Futuro. Todos os direitos reservados.